Estudo sobre o Pentecostalismo e suas crenças, o avivamento de 1906 na Rua Azusa por William Seymour e as três ondas de avivamentos no Brasil, e como isso influenciou no surgimento das igrejas pentecostais e neopentecostais.

Study of Pentecostalism and its beliefs, the revival on Azusa Street by William Seymour in 1906 and the three waves of revivals in Brazil, and how this influenced the emergence of Pentecostal and neo-Pentecostal churches.


Pentecostalismo e Neopentecostalismo




Neste estudo nós vamos falar sobre o Pentecostalismo e sobre as três ondas de avivamentos no Brasil, e como isso influenciou no surgimento das igrejas pentecostais e neopentecostais. Ambrose J. Tomlison foi um pioneiro pentecostal e fundou a ‘Igreja de Deus’ em Cleveland (EUA) em 1903. Ele também fundou a ‘Igreja de Deus da Profecia’ no mesmo ano. Durante o Terceiro Grande Despertar nos Estados Unidos (1855-1930), William J. Seymour, um pregador negro em Los Angeles, fez sua pregação e provocou o Avivamento da Rua Azusa em 1906. A partir daí nasceram várias igrejas pentecostais, como a Assembléia de Deus, por exemplo.

Pentecostalismo

O movimento pentecostal possuía uma concepção restauracionista em sua origem e via o batismo no Espírito Santo expresso na glossolalia (falar em línguas estranhas ou ‘língua de anjos’), como prova da restauração do Cristianismo primitivo. Nas primeiras décadas da Igreja, fenômenos carismáticos eram comuns. O termo ‘carismático’ se origina da palavra grega ‘charismata’, que se refere aos dons do Espírito Santo. Nas igrejas congregacionais e presbiterianas que professam uma teologia tradicionalmente calvinista ou reformada, existem diferentes pontos de vista sobre a continuação ou cessação dos dons (charismata) do Espírito nos dias de hoje, uma posição que se chama cessacionismo, ou seja, o Espírito Santo só derramou seu poder (avivamento) na Igreja Primitiva. Uma minoria de Adventistas do Sétimo Dia hoje é carismática (com a manifestação de dons do Espírito Santo como cura divina e falar em línguas estranhas ou ‘língua de anjos’). Esses dons estão fortemente associados àqueles que mantêm crenças adventistas mais ‘progressistas’. Entretanto, muitas denominações começaram a aceitar a idéia pentecostal que o batismo no Espírito Santo está disponível aos cristãos de hoje.

O termo ‘pentecostal’ é derivado de Pentecostes, o nome grego para a Festa das Semanas, também chamada de Festa das Colheitas e Festa das Primícias (Êx 23: 16; Êx 34: 22; 26; Lv 23: 9-14; Lv 23: 15-22; Nm 28: 26; Dt 16: 9-12), comemorada no Judaísmo com o nome de Shavuot. Para os cristãos, esse evento comemora a descida do Espírito Santo sobre os seguidores de Jesus Cristo, conforme descrito no Livro de Atos dos Apóstolos capítulo 2. O Pentecostalismo dá ênfase especial a uma experiência pessoal direta de Deus por meio do batismo com o Espírito Santo, que permite ao cristão viver uma vida cheia do Espírito Santo e de poder, incluindo dons espirituais, como falar em línguas, e a cura divina. Para os pentecostais, o fato de ter um compromisso com a autoridade bíblica, dons espirituais e milagres lhes mostra que o movimento é um reflexo do mesmo tipo de poder espiritual e ensinamentos que foram encontrados na Era Apostólica da Igreja Primitiva. Por esta razão, alguns pentecostais também chamam o movimento Pentecostal de movimento Apostólico, assim restaurando o ofício do apóstolo no Cristianismo contemporâneo.

O pentecostalismo acabou gerando centenas de novas denominações, incluindo grandes grupos como as Assembléias de Deus e a Igreja de Deus em Cristo, tanto nos Estados Unidos como em outros lugares. Ambrose J. Tomlison foi um pioneiro pentecostal e fundou a ‘Igreja de Deus’ em Cleveland (EUA) em 1903. Ele também fundou a ‘Igreja de Deus da Profecia’ no mesmo ano. Ele via a história do Cristianismo como um desenrolar de restaurações movidas por Deus: a justificação pela fé por influência Luterana; a conversão pessoal por influência de Wesley e o movimento de Santidade por influência da Igreja Metodista. Tudo isso culminou com a manifestação das novas línguas (sinal do avivamento pentecostal), que já começou nas igrejas de Ambrose J. Tomlison. Em 1917 Aimee McPherson pregou que a função do pentecostalismo seria restaurar o poder carismático do Cristianismo primitivo. Na década de 1950, William Marrion Branham se tornou uma figura importante no movimento da ‘Chuva Tardia’ (‘Latter Rain movement’), que se via como uma última dispensação restauracionista de dons e cura divina.

Os pentecostais enfatizam as quatro crenças fundamentais do pentecostalismo: Jesus salva, batiza com o Espírito Santo; cura o corpo; e está vindo novamente para aqueles que foram salvos.

Eles são evangélicos na medida em que enfatizam a confiabilidade da bíblia e a necessidade de transformação de vida do indivíduo por meio da fé em Jesus. Da mesma forma que os evangélicos, os pentecostais crêem na divina inspiração e na inerrância bíblica, sendo que alguns crêem na doutrina da infalibilidade bíblica. Esses dois termos têm uma pequena diferença. A inerrância bíblica é a doutrina segundo a qual, em sua forma original, a bíblia está totalmente livre de contradições, incluindo suas partes históricas e científicas, ou seja, não tem erros de espécie alguma. A infalibilidade bíblica assegura que a bíblia é inerrante quando se fala de assuntos de fé e de sua prática, mas não em relação à História e ciência.

Para os pentecostais, a morte, o sepultamento e a ressurreição de Jesus Cristo foi o marco da reconciliação de Deus com o homem, pois Jesus perdoou nossos pecados. Essas são as ‘boas novas’ (significado da palavra ‘evangelho’). Por isso, é fundamental para o pentecostalismo que as pessoas ‘nasçam de novo’. O novo nascimento é recebido pela graça de Deus mediante a fé em Cristo, quando a pessoas confessam Jesus como Senhor e Salvador pessoal. No nascer de novo, o crente é regenerado, justificado, adotado na família de Deus, e santificado. Aqui, a doutrina da salvação é mais arminiana do que calvinista, ou seja, depende do livre-arbítrio do homem; a fé e o arrependimento são necessários para a salvação e continuam a ser necessários para a continuação dessa salvação (“Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor – Fp 2: 12b”). Não é o batismo nas águas que salva, mas ele é uma ordenança de Deus para selar a aliança feita com Ele na oração de entrega. O pentecostalismo também incentiva a busca pelo batismo no Espírito Santo para ajudar no crescimento do crente.

Vou repetir resumidamente os Grandes Despertares ou Avivamentos, descritos na página principal deste estudo:
• O Primeiro Grande Despertar ou Primeiro Grande Avivamento Evangélico (1730-1740; uns dizem 1755) ocorreu na Grã-Bretanha e nas suas treze colônias norte-americanas.
• O Segundo Grande Despertar (1790-1840) começou no EUA entre os presbiterianos, metodistas e batistas.
• O Terceiro Grande Despertar (1855-1930) influenciou denominações protestantes pietistas e ganhou força com a crença pós-milenista da Segunda Vinda de Cristo; surgiu o movimento missionário mundial e o Cristianismo foi aplicado às questões sociais, causas morais como a abolição da escravidão. William J. Seymour, um pregador negro em Los Angeles, fez sua pregação e provocou o Avivamento da Rua Azusa em 1906.

William J. Seymour

William J. Seymour (1870-1922) nasceu em Centerville, Louisiana, EUA. Seus pais, Simon e Phyllis Seymour eram ex-escravos e pertenciam a religiões naturais da África. Depois se tornaram católicos, mas William foi criado na Igreja Batista desde os 14 anos, pois a igreja ficava perto de sua casa. Devido à grande segregação racial, ele se mudou para o norte do país, para a cidade de Indianápolis, no estado de Indiana. Nessa época, por volta dos 25 anos, ele contraiu varíola e ficou cego do olho esquerdo. Ali ele freqüentou a Igreja Metodista Episcopal Simpson Chapel (possivelmente, outra igreja Afro-Americana), e então experimentou o novo nascimento.

Com 30 anos se juntou ao Movimento Reformador da Igreja de Deus (sede em Indiana) e se especializou em teologia da santidade, explicando que a santificação é uma experiência pós-conversão que resulta em santidade completa, e ensinando sobre a cura divina e a promessa de um reavivamento do Espírito Santo em todo o mundo antes do arrebatamento. Cinco anos depois se mudou para Houston, onde passou a freqüentar a escola bíblica de Charles Fox Parham em uma cadeira colocada no corredor, por ser negro. Foi aí que aprendeu as doutrinas do movimento de santidade e desenvolveu a crença no dom de línguas, conferido pelo Espírito Santo como prova do Seu batismo. Depois ele se mudou para Los Angeles, onde ficou como pastor em uma igreja da cidade. Acabou sendo expulso, pois sua mensagem de reavivamento e do batismo no Espírito Santo não foi aceita.


William Joseph Seymour

William Joseph Seymour (início da década de 1910) – foto: autor desconhecido – wikipedia.org


O avivamento começou em 9 de abril de 1906 numa reunião de oração em uma casa, quando alguns irmãos em Cristo começaram a falar em outras línguas, mas Seymour só foi batizado no Espírito Santo três dias depois, em 12 de abril de 1906.

Então, acabou fundando sua própria igreja num templo abandonado da Igreja Metodista Africana em Los Angeles, localizada na Rua Azusa. Ali aconteceu um grande reavivamento em 18 de abril de 1906 e Seymour não só derrubou as barreiras raciais na igreja de Cristo, como também as barreiras às mulheres como participantes dos serviços na igreja. Sua congregação, composta em maior parte por negros e imigrantes pobres, movidos pelo Espírito de Deus falavam em línguas estranhas (glossolalia) e sua pregação trazia curas e milagres. Esse processo de renovação decorreu de 1906 até 1909 (alguns teólogos dizem 1915) e causou muitas controvérsias na igreja, uns sendo a favor, outros contra. Esse movimento ficou conhecido como Pentecostalismo, em referência à manifestação do batismo com o Espírito Santo que ocorreu pela primeira vez no dia de Pentecostes (Atos cap. 2). Esse evento deu origem à maior parte das denominações pentecostais, como Assembléia de Deus (fundada no Brasil pelos missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg) e a Congregação Cristã (fundada no Brasil pelo italiano Luigi Francesconi, ex-ancião da Igreja Presbiteriana, que experimentou um avivamento em Chicago, semelhante ao de Seymour). William Seymour morreu de ataque cardíaco em 28 de setembro de 1922.


Rua Azusa (1907)

Missão da Fé Apostólica na Rua Azusa (1907), considerada o local de nascimento do Pentecostalismo – foto: autor desconhecido – wikipedia.org

A Primeira Onda de avivamento no Brasil

A Primeira Onda do Pentecostalismo no Brasil veio com a Assembléia de Deus e a Congregação Cristã do Brasil. Elas também são conhecidas como Pentecostais Clássicas. Outras igrejas: Missão Evangélica Pentecostal e Igreja de Deus.

• As Assembléias de Deus se originaram do avivamento de William J. Seymour na Rua Azusa (Los Angeles) em 1906. A nova doutrina pentecostal trouxe divergência nos EUA. Enquanto um grupo aderiu, outro rejeitou. Assim, os adeptos do pentecostalismo foram desligados em 18 de junho de 1911 das igrejas mais tradicionais. Em abril de 1914, após a separação da Igreja de Deus em Cristo (com sede e Houston), uma denominação de liderança predominante afro-americana, foi criado o Conselho Geral das Assembléias de Deus nos Estados Unidos da América. A Associação Mundial das Assembléias de Deus hoje consta de mais de 144 grupos de igrejas nacionais totalmente independentes e autônomas que, juntos, formam a maior denominação pentecostal do mundo. Entre todas as denominações cristãs, ela ocupa a sétima posição, seguindo a Federação Luterana Mundial e o Conselho Metodista Mundial. A doutrina das Assembléias de Deus segue o contexto pentecostal clássico e evangélico. Sua crença é trinitária, acredita que a bíblia é divinamente inspirada e regra de fé e conduta autorizada e infalível. O batismo é por imersão e é praticado como uma ordenança instituída por Jesus para aqueles que foram salvos; a mudança de estar morto no pecado para estar vivo em Cristo. A Ceia também é praticada como uma ordenança; o pão e o vinho são um memorial do sofrimento e morte de Jesus e uma profecia de Sua segunda vinda. As Assembléias de Deus também colocam uma forte ênfase no cumprimento da Grande Comissão e acreditam que este é o chamado da igreja. Como pentecostais clássicos, as Assembléias de Deus acreditam que todos os cristãos têm o direito e devem buscar o batismo no Espírito Santo, pois é uma experiência distinta da experiência da salvação e geralmente subseqüente a esta. O batismo no Espírito Santo capacita o crente para a vida e serviço cristão. A evidência inicial do batismo no Espírito Santo é falar em línguas, conforme o Senhor concede a cada um (Atos 2: 4). A Assembléia de Deus também acredita no derramar atual de outros dons espirituais, como a cura divina, e incentiva o crente a fazer uso deles.

No Brasil, a Assembléia de Deus foi fundada em 1911 na cidade de Belém do Pará pelos missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg, vindos dos Estados Unidos. A princípio (1910), eles freqüentaram a Igreja Batista, denominação a que ambos pertenciam nos Estados Unidos. Os missionários suecos traziam a doutrina do batismo no Espírito Santo, com a glossolalia — o falar em línguas espirituais — como a evidência de manifestações que já vinham ocorrendo em reuniões de oração nos Estados Unidos e também de forma isolada em outros países, principalmente naquelas que eram conduzidas por Charles Fox Parham, mas teve seu apogeu através de um de seus principais discípulos, William Joseph Seymour, como comentei no início. Depois, fundaram em Belém do Pará a primeira Assembléia de Deus no Brasil.

• A Congregação Cristã do Brasil foi iniciada no Brasil como uma comunidade cristã por via de pregação de Luigi Francesconi, missionário ítalo-americano ex-ancião da Igreja Presbiteriana, que experimentou um avivamento pessoal em Chicago, muito parecido com o de Seymour em Los Angeles. A igreja começou em 1918 na cidade de Votorantim (SP), com o nome de Congregação Cristã. Em 1928 foi registrada como Congregação Cristã do Brasil. Anos mais tarde, seu nome foi alterado para Congregação Cristã no Brasil.

Ela se distingue do protestantismo convencional e do pentecostalismo clássico sob diversos aspectos, começando por sua posição apolítica, apartidária e que prega a total separação entre Estado e religião. Ministrantes ou ninguém que ocupe qualquer outro cargo recebem salário. Desempenham um trabalho de ajuda para famílias de membros que estejam em extrema dificuldade financeira. Seus integrantes defendem o sacerdócio universal (o sacerdócio de todos os crentes). Eles se opõem ao dízimo e a outras práticas contributivas do AT; para eles, elas eram uma observância restrita à Antiga Aliança. Suas coletas e ofertas dependem da voluntariedade dos membros e ficam em anônimo.


Congregação Cristã – Brás – 1950

Congregação Cristã no bairro do Brás, em São Paulo na década de 1950; Foto: Joabsantos – wikipedia.org


Seus prédios são chamados oficialmente de ‘casas de oração’, pois a Congregação Cristã rejeita as nomenclaturas ‘templo’ e ‘igreja’. A construção e a manutenção dos seus prédios, na maioria dos casos, são realizadas por voluntariado mobilizado em esquema de mutirão. Existe uma padronização arquitetônica e de cor dos templos para fácil identificação dos seus membros; geralmente um tom de cinza. Membros comuns realizam outras tarefas como: cuidar da portaria, se responsabilizar pela limpeza, som, escrituração de livros e fornecimento de impressos etc. Esses membros comuns não recebem salário. A igreja também não possui um registro formal ou um controle do número de seus membros, ou de qual sua freqüência nos cultos, para que o vínculo espiritual e particular seja entre eles e Deus.


Congregação Cristã – arquitetura

Congregação Cristã no Brasil (Osasco-SP). Existe uma padronização arquitetônica e de cor dos templos para fácil identificação dos seus membros – Foto: Felipelimasp – wikipedia.org


A organização eclesiástica da Congregação Cristã no Brasil é uma forma adaptada do governo presbiteriano. Um grupo de igrejas locais são reunidas em uma ‘região administrativa’, normalmente correspondente a um município ou vários municípios, presidida por um Conselho de anciãos e um corpo administrativo. As ‘regiões administrativas’ são agrupadas em ‘regionais’, que por sua vez se concentram nas ‘assembléias estaduais’. A instância maior é a ‘Assembléia Geral’ que ocorre na congregação do Brás anualmente no mês de abril. O Conselho de anciãos analisa propostas, medidas ou quaisquer alterações de organização ou doutrina. Os anciãos são eleitos pelo Conselho de anciãos, e ordenados por um dos anciãos mais antigos no ministério.

Não existe o título de pastor, de sacerdote ou qualquer outro que indique liderança; os cargos ministeriais são subdivididos entre: ancião, diácono, cooperadores do ofício ministerial, cooperadores de jovens e menores, administradores, músicos, auxiliares de jovens e porteiros, mantidos por hierarquia de cargos. Somente os anciãos e diáconos são ministros ordenados e é obrigatório que sejam batizados no Espírito Santo e, portanto, possuindo a capacidade de falar em outras línguas.

Os anciãos são responsáveis pela Obra de Deus, ministram os sacramentos (batismos e a Ceia), ordenam novos anciãos e diáconos; escolhem e apresentam formalmente os cooperadores do ofício ministerial, os encarregados de orquestras e os cooperadores de jovens e menores; presidem as reuniões tanto de adultos e jovens, cuidam dos interesses espirituais e do bem-estar da igreja, e confere os ensinamentos a ela.

Os diáconos são responsáveis pelo atendimento assistencial e material à igreja.

O cooperador do ofício ministerial é responsável pela cooperação nos ensinamentos e nas ministrações dos cultos oficiais.

O cooperador de jovens e menores é responsável por presidir as reuniões de jovens e menores de sua congregação. Caso este posto esteja desocupado, o cooperador do ofício ministerial preenche esse serviço.

A Irmã da Obra da Piedade é um cargo semelhante ao de ‘diaconisa’, sendo responsável pelo atendimento assistencial da irmandade, nos serviços de caridade e no atendimento dos necessitados, auxiliando o diácono. Mas as irmãs têm participação limitada quanto à escolha das famílias necessitadas e nas entregas de mantimentos.

Auxiliar de Jovens e Menores – são jovens, homens ou mulheres solteiros, designados para preparar e organizar os recitativos (passagens bíblicas recitadas em jogral ou individualmente) em determinado momento do culto. Cuidam, ainda, da ordem e da organização durante a reunião de jovens e menores, auxiliando, sempre que necessário, ao cooperador de jovens e menores. As reuniões de jovens e menores, como são chamadas hoje, correspondem às antigas Escolas Dominicais.

Administração – segundo os estatutos da igreja, os cargos administrativos são constituídos por presidente, tesoureiro, secretário e seus respectivos vices, e um Conselho Fiscal, bem como de voluntários. Os administradores são eleitos pelos anciãos e o Conselho Fiscal, pela a Assembléia Geral Ordinária. Apesar do estatuto não proibir, não há mulheres em cargos administrativos de presidente, secretária, tesoureira ou conselheira fiscal.

As mulheres na Congregação Cristã no Brasil também não podem ocupar ministérios eclesiásticos. Os cargos ocupados por elas são apenas os de organista, examinadora de música, obra da piedade, limpeza, cozinha, costura, auxiliar de jovens e atendente (ou auxiliar) das portas. Atualmente, podem ser responsáveis pelo ensino bíblico destinado às crianças menores de 12 anos. Até os anos 1970 era permitido às mulheres ensinar e dirigir as Escolas Dominicais (hoje chamadas de Reunião de Jovens e Menores).

A Congregação Cristã valoriza sua música instrumental sacra, acompanhada por hinos de um hinário intitulado ‘Hinos de Louvores e Súplicas a Deus’ e cantados por toda a congregação. Até 1932 a Congregação Cristã no Brasil não possuía orquestra. Antes dessa data, em algumas casas de oração havia um órgão, tocado apenas por mulheres. Quem inseriu a orquestra no culto foi Luigi Francesconi. Para os homens, há escolas musicais gratuitas e ensaios musicais em suas dependências. A CCB possui a maior corporação de orquestra litúrgica do mundo, com mais de 500 mil músicos e centenas de aprendizes, todos do sexo masculino. Quase todo templo da Congregação no Brasil ainda possui um órgão, que só as mulheres tocam, pois não podem tocar outros instrumentos e nem sempre podem participar dos cursos de música oferecidos gratuitamente nas igrejas.

O recinto é divido em duas alas, sendo os assentos reservados para homens e mulheres, conforme as tradições judaicas e cristãs primitivas, como o culto Amish também pratica. Todas as mulheres presentes devem cobrir-se com véu (primitiva orientação apostólica – 1 Cor. 11: 1-15). As visitantes não são obrigadas a usar, só as mulheres que já foram batizadas.


Congregação Cristã de Guaianases – 1950

Central de Guaianases (1950) zona leste de São Paulo – Autor desconhecido – wikipedia.org


Em seus cultos, a Congregação Cristã combina uma ordem pré-estabelecida com atividades espontâneas, de acordo com a inspiração do Espírito Santo, que para eles, conduz todo o culto, inclusive a leitura e explanação do texto bíblico.


Interior de uma igreja da Congregação Cristã


Imagem acima: Interior de uma Congregação em Catanduva. Ao fundo, logo atrás do púlpito, está o tanque batismal onde são realizados os serviços de batismo – Foto: Manoel Messias – wikipedia.org.

O culto inicia com três hinos.

Em seguida, quem está presidindo o culto anuncia os pedidos de oração (por causas particulares dos membros). Assim, todos se ajoelham para orar a Deus, até que algum membro movido por Deus ore pela igreja.

Ao terminar, outro hino é cantado. Após o hino, vêm os testemunhos dos membros, diante de toda a igreja, onde eles podem contar as obras de Deus, transmitir saudação, pagar votos (contar o que o Senhor respondeu a um voto que foi feito pela pessoa por uma causa ‘impossível’, ou cumprir o voto que ela fez ali mesmo, como trazer uma soma de dinheiro para a igreja, por exemplo) e etc.

Quando terminam os testemunhos, alguns avisos importantes são dados e são feitos anúncios diversos, tais como a leitura da lista de batismos, entre outros. Em seguida, é cantado mais um cântico. A seguir, a leitura de um texto bíblico e a pregação, com a explicação do texto e exortação dos membros.

Terminada a pregação, os fiéis se ajoelham novamente para uma última oração, em que agradecem a Deus pelo culto. O último hino é cantado com todos de pé, e o irmão que preside o culto profere a bênção apostólica. Ao término das reuniões, os irmãos despedem com o ósculo santo (entre pessoas do mesmo gênero). As orações de abertura e de bênção final são feitas em pé enquanto as orações de súplicas e agradecimento são feitas ajoelhadas.

A CCB não possui calendário litúrgico. Segundo o conselho de anciãos, eles não comemoram festas religiosas como Páscoa e Natal. Não guarda o sábado, e sim o coração fiel, pois todo dia é dia do Senhor. Para eles, o coração deve ser guardado todo o tempo não um único dia.

A Congregação Cristã no Brasil não utiliza meios de comunicação como rádio, televisão, imprensa escrita, ou qualquer outro tipo de propagação da sua doutrina, a não ser o evangelismo pessoal e permitir que pessoas de fora assistam pessoalmente ao culto em suas igrejas (‘casas de oração’). Entretanto, desde o começo do século XXI utilizam os recursos da internet para transmitir suas pregações para um público selecionado, normalmente residentes fora do Brasil. Com a Pandemia do COVID-2019, iniciou-se a transmissão online de diversas partes do mundo, notavelmente da congregação central do Brás.


Congregação atual no Brás

Imagem acima: Sede Administrativa da Congregação Cristã no Brasil, no bairro do Brás, em São Paulo; Com capacidade de abrigar 6.675 fiéis sentados. Construído em 1948 e sua inauguração em 1954. Além da Casa de Oração, nela contém o prédio de administração e outro templo com capacidade de 2.000 pessoas sentadas, que é utilizado para reuniões dos anciãos. Geralmente todas centrais da CCB contém estes anexos, com dormitórios, cozinhas industriais, farmácias, enfermarias, etc. – Foto: Leonardo Alves – wikipedia.org.

A Segunda Onda de avivamento no Brasil

A Segunda Onda do Pentecostalismo no Brasil veio com a Igreja do Evangelho Quadrangular e Igreja Cristã Maranata. Outras igrejas: Deus é Amor, O Brasil para Cristo e Catedral da Bênção (A Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus – ITEJ).

• A Igreja Cristã Maranata tem seu primeiro registro no dia 31 de outubro de 1967 na casa de uma irmã em Cristo no bairro Itacibá, em Cariacica, ES. A Primeira igreja oficial foi fundada em 1968 em Vila Velha, com o nome de Igreja Cristã Presbiteriana. Passou a chamar-se Igreja Cristã Maranata em 1980.

• A Igreja Pentecostal Deus é Amor (IPDA) é uma denominação evangélica pentecostal brasileira, com sede mundial na cidade de São Paulo. Foi fundada em 1962 pelo Missionário David Martins Miranda (1936-2015), que começou sua caminhada na Igreja Evangélica Pentecostal ‘O Brasil para Cristo’.

As duas acima têm em comum o dom de profecia e uma organização governamental e hierárquica mais tradicional, como a CCB e a Presbiteriana. Os cargos ministeriais também são um pouco restrito para as mulheres.

• A Igreja Evangélica Pentecostal O Brasil para Cristo (OBPC) foi fundada em 1955 por Manoel de Mello e Silva (1929-1990), após uma visão que teve de Jesus, lhe dando ordens para começar um movimento de reavivamento espiritual no Brasil, evangelização e cura divina. O nome da igreja (‘O Brasil Para Cristo’) foi dado pelo Senhor Jesus mesmo. A Igreja O Brasil Para Cristo cresceu na maior parte em áreas pobres e operárias da Zona Leste de São Paulo. Atualmente tem como sua sede o Grande Templo, no bairro da Pompéia, zona oeste de São Paulo, e que começou a ser construído nos anos de 1960. Manoel de Mello e Silva se converteu ao movimento evangélico na Assembléia de Deus e algum tempo depois aderiu à Cruzada Nacional de Evangelização, hoje nomeada Igreja do Evangelho Quadrangular. Foi ordenado pastor pela Igreja Internacional do Evangelho Quadrangular nos EUA. O Brasil para Cristo tem dado muito apoio a missões.

• Catedral da Bênção (Igreja Casa da Bênção ou A Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus – ITEJ) também teve sua origem na Igreja Evangélica Pentecostal O Brasil para Cristo. O primeiro culto da Igreja Casa da Bênção foi na Praça Vaz de Melo, em Belo Horizonte, MG, em junho de 1994. Os pregadores eram Doriel de Oliveira e Ruth Brunelli de Oliveira. Em 1970 foram para o Distrito Federal, e o primeiro templo foi construído lá. Em 1983 iniciou-se a construção da sede mundial, a Catedral da Bênção, sendo inaugurado em 1985. Atualmente, uma nova catedral está sendo construída, uma mega igreja. Também tem um governo episcopal. Tem um seminário preparatório para pastores e cultos nos lares. As crenças são as crenças pentecostais das demais igrejas. O culto é composto de oração, louvor e pregação. Aceita a música cristã contemporânea e tem um esquema de treinamento para os novos convertidos baseados no trabalho de discipulado e apóia o trabalho de células para evangelismo. Também possui escola bíblica dominical.

• Falaremos um pouco mais detalhadamente sobre a Igreja do Evangelho Quadrangular. No Brasil a Igreja do Evangelho Quadrangular foi fundada em 1951 em São João da Boa Vista, SP, por dois missionários do EUA. Eles eram originários da ‘International Church of The Foursquare Gospel’ (‘A Igreja Internacional do Evangelho Quadrangular’, e que lá é considerada como igreja Pentecostal de primeira onda).

Ela é uma denominação cristã pentecostal evangélica fundada nos EUA em 1923 pela pregadora e evangelista Aimee Semple McPherson. A igreja tem suas origens em uma visão do ‘Evangelho Quadrangular’ (ou ‘Evangelho Pleno’), representando os quatro aspectos do ministério de Cristo: O Senhor salva, batiza com o Espírito Santo, Ele cura e é o Rei que virá em breve; uma visão baseada nos quatro querubins de Ezequiel capítulo 1. Apesar de algumas afinidades com os pentecostais, suas crenças são interdenominacionais. Aimee Semple McPherson abriu o Templo Angelus em Echo Park em 1923, com capacidade para 5.300 pessoas. As crenças da Igreja Quadrangular são expressas em sua declaração de fé, compilada por sua fundadora. Ela também escreveu uma declaração de credo mais curta e concisa.

A igreja acredita na inspiração verbal da bíblia, na doutrina da Trindade e na divindade de Jesus Cristo. Ela acredita que os seres humanos foram criados à imagem de Deus, mas, por causa da queda, são naturalmente depravados e pecadores. Ela acredita na expiação substitutiva realizada pela morte de Cristo. A igreja ensina que a salvação é pela graça por meio da fé e não por boas obras. Os crentes são justificados pela fé e nascem de novo após o arrependimento e aceitação de Cristo como Senhor e Rei. Consistente com sua crença no livre arbítrio humano, a Igreja Quadrangular também ensina que é possível para um crente retroceder (reincidir no erro) ou cometer apostasia. A santificação é um processo contínuo de crescimento espiritual, sendo que a perfeição e santidade cristãs podem ser alcançadas por meio da entrega e consagração a Deus e esse crescimento é promovido pelo estudo da bíblia e pela oração.

O batismo dos crentes por imersão e a Ceia do Senhor são ordenanças.

A Igreja Quadrangular acredita no batismo com o Espírito Santo como um evento separado da conversão e que capacita tanto o indivíduo quanto a igreja a cumprir a missão de evangelização. O batismo do Espírito é recebido da mesma maneira que foi na Igreja Primitiva, com dons espirituais (que continuam em operação para a edificação da igreja) e, possivelmente (mas não necessariamente) o falar em línguas. A evidência de uma vida cheia do Espírito é a presença dos Frutos do Espírito.

Quanto à cura divina, a Igreja Quadrangular acredita que os enfermos podem ser curados em resposta à oração, pois a cura divina é parte da expiação de Cristo, ou seja, Ele já levou todas as nossas doenças (Is 53: 4-5).

Ela acredita no pré-milenismo (Jesus voltará a terra antes do milênio) e haverá um futuro julgamento final, onde os justos receberão a vida eterna e os perversos, o castigo eterno.

Costumam fazer a unção dos enfermos e recolhem o dízimo.

O governo eclesiástico ali tem um ‘caráter episcopal’, como foi instituído por sua fundadora. Aimee Semple McPherson tinha poder de veto sobre as decisões da igreja, nomeava todos os oficiais e contratava todos os funcionários. A Convenção Quadrangular é o principal órgão de tomada de decisões da Igreja Quadrangular. As reuniões da Convenção são anuais, e os membros incluem dirigentes internacionais e ministros licenciados.

A Terceira Onda de avivamento no Brasil (Neo-Pentecostalismo)

A Terceira Onda do Pentecostalismo (ou Neo-Pentecostalismo) no Brasil veio com a Igreja Universal do Reino de Deus, fundada em 1977 no RJ. O Neo-Pentecostalismo é considerado por alguns um movimento sectário, pois é dissidente do Evangelicalismo, que congrega denominações oriundas do pentecostalismo clássico ou mesmo das igrejas cristãs tradicionais (batistas, presbiteriana, metodistas, etc.). Os Neo-Pentecostais acreditam na disponibilidade dos dons do Espírito Santo ainda em nossos dias, incluindo glossolalia, cura e profecia. Eles praticam a imposição de mãos e buscam ser cheios do Espírito Santo. No entanto, uma experiência específica de batismo com o Espírito Santo pode não ser um requisito para experimentar tais dons. Cerca de 19.000 denominações são atualmente identificadas como Neo-Pentecostais. Princípios e práticas Neo-Pentecostais são encontrados em muitas congregações independentes, não denominacionais, centrada nas igrejas independentes africanas, entre o movimento de igrejas domésticas na China e em igrejas latino-americanas.

Igrejas Neo-Pentecostais: Igreja Universal do Reino de Deus; Sara Nossa Terra; Igreja Internacional da Graça de Deus, Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Restauração, Fonte da Vida, Plenitude do Trono de Deus, Bola de Neve, Igreja Mundial do Poder de Deus, Videira, Paz e Vida, Verbo da Vida, Comunidade da Graça.

De um modo geral, as igrejas Neo-Pentecostais utilizam intensamente a mídia eletrônica, impressa e editorial, algumas aplicam técnicas de administração empresarial, com uso de marketing, planejamento estatístico, análise de resultados etc. Algumas pregam a Teologia da Prosperidade, pela qual o cristão está destinado à prosperidade terrena, rejeitando os tradicionais usos e costumes austeros dos Pentecostais. O Neo-Pentecostalismo constitui a vertente pentecostal mais influente, a que mais cresce e também a mais liberal em questões de costumes.

As mais antigas igrejas dessa terceira onda são a Igreja Universal do Reino de Deus, fundada no Rio de Janeiro em 1977 pelo bispo Edir Macedo, e a Igreja Internacional da Graça de Deus (fundada no Rio de Janeiro em 1980 pelo missionário Romildo Ribeiro Soares), as duas presentes na TV com seus tele-evangelistas. Posteriormente, surgiu a Igreja Apostólica Renascer em Cristo, fundada em 1986 em São Paulo pelo casal: Apóstolo Estevam Hernandes e Bispa Sônia Hernandes, musicista e líder de louvor do grupo ‘Renascer Praise’. Em 1992 foi fundada em Brasília, a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, pelo Bispo Robson Rodovalho e pela Bispa Maria Lúcia Rodovalho, presidentes do ministério. A Igreja Mundial do Poder de Deus veio logo depois, em 1998, fundada pelo pastor Valdemiro Santiago. Mais recentemente surgiu a Igreja Plenitude do Trono de Deus (2006). Seu fundador Agenor Duque é um ex-pastor da Igreja Universal. Ele e sua esposa, Bispa Ingrid Duque, lideram o ministério.

Outras igrejas Neo-Pentecostais:

• A Comunidade da Graça é uma denominação evangélica em células. Foi fundada em 25 de fevereiro de 1979 pelo pastor Carlos Alberto de Quadros Bezerra.

• A Igreja Apostólica Fonte da Vida é uma igreja evangélica Neo-Pentecostal, presidida por César Augusto e Rúbia de Sousa. Surgiu como uma divisão da Comunidade Evangélica de Goiânia, formada por César Augusto em parceria com Robson Rodovalho. Com a divisão, surgiu a Fonte da Vida, em Goiânia, e a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra em Brasília, 1994.

• A Igreja Videira é uma denominação cristã Pentecostal fundada em 1999, em Goiânia, pelo pastor Aluízio A. Silva, após ruptura com a Igreja Luz para os Povos, fundada em 1988. Adota o sistema de igrejas em células. As doutrinas da Igreja Videira são similares às demais denominações cristãs e pentecostais. Quanto à participação das mulheres, permite que sejam pastoras, e tenham o cuidado com as redes de crianças e jovens, porém restringindo a elas a tomada de decisões e o governo da igreja. Defende a visão da graça de Deus, a visão de que todos os crentes são salvos, mas alguns receberão galardão e outros não. Aluizio Silva defende a doutrina da Eleição Incondicional (a teoria da predestinação de Calvino), ensinando o Monergismo (a doutrina de que o Espírito Santo sozinho pode atuar num ser humano e propiciar a conversão). Entretanto, a denominação não se descreve como uma igreja calvinista. Conforme a descrição do pastor Aluízio Silva: “somos muito agostinianos, um pouco calvinistas, arminianos, luteranos e wesleyanos. Temos muito dos pentecostais, carismáticos e do ensino da fé. Faz parte da nossa herança a ênfase na profundidade e integridade da palavra de Deus do irmão Watchman Nee. Fomos contagiados por uma paixão pela glória de Deus”. Watchman Nee (1903-1972) foi um influente líder cristão chinês no período anterior ao regime socialista.

• A Comunidade Cristã Paz e Vida é uma denominação Neo-Pentecostal brasileira, fundada em 1982, em São Paulo, pelo pastor Juanribe Pagliarin. Hoje é dona de uma rede de emissoras de rádio (‘Feliz FM’). A igreja crê na teologia da prosperidade, na inspiração divina na bíblia, na doutrina da Trindade, no pré-milenismo, no Juízo Final, no tormento eterno para os incrédulos e gozo eterno no novo céu e nova terra para todos os que crerem em Cristo. A Comunidade Cristã Paz e Vida é proprietária de vários veículos de comunicação no Brasil; entre eles, a ‘TV Feliz’.

• A Igreja Verbo da Vida (orientação Pentecostal Evangélica) é uma denominação religiosa protestante Trinitariana de confissão arminiana-pentecostal, crendo que a obra da cruz dá acesso à vida que Deus planejou ao homem. A igreja faz parte do Ministério Verbo da Vida (MVV) que é ligado ao ‘Kenneth Hagin Ministries’ em Tulsa, estado de Oklahoma, Estados Unidos. Em 1985, a Igreja foi fundada pelo casal Harold Leroy Wright e sua esposa Janace Sue Wright, com sede em Campina Grande, Paraíba. A Igreja Verbo da Vida também incentiva a castidade, a abstenção de relações sexuais antes do casamento. O Ministério Verbo da Vida supervisiona uma instituição de ensino chamada Centro de Treinamento Bíblico Rhema, que atua na formação teológica de ministros.

• A Igreja Evangélica Bola de Neve é uma igreja Neo-Pentecostal brasileira, fundada em São Paulo em 1999 pelo Apóstolo Rinaldo Luis de Seixas Pereira, pastor, surfista e formado em marketing. Diferentemente da maioria das igrejas, ela tem um apelo voltado ao público jovem e informal, que ressalta características como ausência de dogmas, tradições e costumes religiosos, e a chamada ‘liberdade’ de se poder seguir a Jesus sem precisar se converter a um estilo de vida muito distinto ao qual já se está acostumado e seguir um grande número de regras religiosas. A igreja também busca manter sua imagem associada à prática de esportes radicais, tais como surf e skate, sendo que muitos de seus templos possuem uma decoração baseada nestes esportes. O interesse da igreja é moralizar o comportamento sexual dos fiéis, na grande maioria composta por jovens. Seus pastores dedicam-se ao controle da sexualidade e preconizam a virgindade e o casamento, considerados princípios cristãos por excelência.

Entretanto, a liberdade de vestimenta, deixando os corpos à mostra, traz um paradoxo, pois a libido é simultaneamente coibida e estimulada. A Igreja tem uma visão teológica que associa cuidado com a saúde, culto ao corpo, imagem descontraída e linguagem informal, a fim de atrair surfistas, skatistas, fisiculturistas, lutadores de jiu-jítsu e esportistas de modo geral. Seus membros usam tatuagens e piercings e aderem aos acessórios da moda. Vestem roupas descontraídas valorizando os contornos do corpo, como por exemplo: calças justas, miniblusas e saias curtas para as moças, e bermudas folgadas, camisetas, bonés e chinelos para os moços. Eles praticam esportes radicais e participam de torneios esportivos promovidos pela própria igreja. A maioria dos eventos de evangelização (luau e festivais musicais) e os campeonatos esportivos organizados pela Igreja Bola de Neve ocorrem na praia. O templo é decorado com barracas de praia, pranchas de surfe e fotos de surfistas fazendo manobras radicais. No altar, uma prancha ‘longboard’ funciona como púlpito.

Os cultos são informais, a linguagem é descontraída e os pastores estão acessíveis. Eles se preocupam com um corpo perfeito, com a saúde e preconizam a juventude. Isso atrai os jovens, que se recusam a freqüentar igrejas que os abrigam a abandonar sua vida para dedicar-se à devoção religiosa. Por isso, ela rompe com rituais religiosos convencionais, mas isso é aparentemente um chamariz. Embora a igreja não imponha restrições às vestimentas, às tatuagens, aos piercings e aos esportes radicais, em suma, à aparência do crente, ela se empenha para restringir o consumo de bebidas alcoólicas, o uso de cigarros e a freqüência a bares e boates, além de repudiar o homossexualismo, o sexo pré-nupcial e as relações extraconjugais, preconizando a virgindade e o casamento monogâmico e heterossexual. Embora a congregação pareça liberal e flexível, no cotidiano das relações institucionais ela utiliza vários mecanismos de censura e resgata códigos tradicionais de controle da sexualidade. Os jovens alegam que a igreja orienta a vida sexual dos cristãos de forma mais precisa e rigorosa do que as congregações evangélicas conhecidas por sua tradição e austeridade. Desse modo, o seu mérito está na firmeza e seriedade com que disciplina a conduta dos seus membros (fonte: wikipedia.org).

Pentecostalismo Reformado

Existem também as Pentecostais Reformadas, como: Igreja de Nova Vida (Igreja Cristã Nova Vida) e Igreja Esperança.

• A Aliança das Igrejas Cristãs Nova Vida (AICNV), também conhecida simplesmente como Igreja Cristã Nova Vida (ICNV) é uma denominação protestante, de orientação pentecostal reformada. Foi fundada em 1960, pelo bispo Robert McAlister, um missionário Canadense, com o nome de Igreja Pentecostal de Nova Vida. Na época, o principal meio de difusão da doutrina da denominação era através do rádio. Mas em 2008, os bispos da denominação deliberaram que a igreja passaria a se chamar Igreja Cristã Nova Vida, devido à nova orientação pentecostal reformada e para evitar associações ao Neo-Pentecostalismo, que a denominação rejeita. Em 2006 foi fundado o Instituto Bispo Roberto McAlister de Estudos Cristãos, para formação de pastores da denominação.

• A Igreja Esperança é uma denominação protestante de orientação reformada, fundada em 19 de setembro de 2008 pelo pastor Guilherme de Carvalho. A igreja tem uma teologia singular: subscreve a Confissão Belga, tradicional confissão das Igrejas Reformadas Continentais holandesas, bem como o Credo dos Apóstolos. Também defende a doutrina ‘continuísta’ quanto aos dons carismáticos (ou seja, o Espírito Santo continua a derramar Seus dons ainda hoje) e a crença nas profecias contemporâneas.

Igreja Batista Renovada

A Igreja Batista da Lagoinha ou Lagoinha foi a primeira Igreja Evangélica Batista Renovada a surgir no Brasil (no bairro da Lagoinha, Belo Horizonte, Minas Gerais) em 1957, sendo fundada pelo pastor José Rego do Nascimento, que a presidiu até 1966. Ele trouxe a renovação espiritual para a igreja Batista e isso gerou divergências com a Convenção Batista Brasileira em 1964. O ex-pastor presidente da igreja foi o Márcio Valadão, seu presidente desde 1972, e atualmente, o pastor Flávio Marques assume a presidência da sede em Minas Gerais. O presidente da Igreja Batista da Lagoinha Global é o pastor André Valadão. A igreja é membro da Convenção Batista Nacional e da Aliança Batista Mundial. Ela é conhecida principalmente devido ao Ministério de Louvor Diante do Trono, nascido na Lagoinha. A Igreja também tem uma rede de televisão e uma emissora de rádio. O grupo Diante do Trono foi formado na igreja em 1997. Seu primeiro álbum, ‘Diante do Trono’, foi gravado no início de 1998 para arrecadar fundos para uma obra missionária na Índia. Uma Igreja da Lagoinha foi fundada em 2013 no RJ, em Niterói. Em 2014 inaugurou um novo templo, uma mega igreja. Hoje está espalhada por muitos países.

Igreja Evangélica Carismática

A Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo (INSEJEC) é uma Igreja Cristã Evangélica Carismática Protestante, buscando viver os valores da Igreja Primitiva. Professa e assume as declarações de fé do Credo Apostólico, recomendando a sua memorização por parte de todos os discípulos. A INSEJEC nasceu a partir do ‘Ministério Palavra da Fé’, fundado em 05/12/1987 em Recife-PE, e desenvolve seu ministério como uma federação de igrejas locais autônomas, unidas por uma visão. Fundada em 20 de junho de 1994, a INSEJEC encontra-se presente em dezenove estados e cinco nações, com células em mais três países. Em sua estrutura, a INSEJEC é uma Igreja em células. Seu sistema de governo é apostólico-participativo.


Ramificações Protestantes


Fonte de pesquisa: Wikipedia.org

Este texto se encontra no anexo:

Reforma Protestante–Denominações Protestantes

Reforma Protestante–Denominações Protestantes (PDF)

Protestant Reformation–Protestant Denominations (PDF)


Autora: Pastora Tânia Cristina Giachetti

▲ Início  

BRADESCO PIX: relacionamentosearaagape@gmail.com

E-mail: relacionamentosearaagape@gmail.com