As sete nações cananitas foram mencionadas por Deus a Abraão e no momento da entrada dos Israelitas em Canaã. Esses povos são: os cananeus, os heteus, os amorreus, os fereseus, os heveus, os jebuseus e os girgaseus. Isso tem um significado para nós, cristãos.


As sete nações Cananitas




Em Gn 12: 1-4 está escrito: “Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. Partiu, pois, Abrão, como lhe ordenara o Senhor, e Ló foi com ele. Tinha Abrão setenta e cinco anos quando saiu de Harã”.

No livro de Neemias podemos encontrar uma referência a Abraão: “Tu és o Senhor, o Deus que elegeste Abrão e o tiraste de Ur dos caldeus, e lhe puseste por nome Abraão. Achaste seu coração fiel perante ti e com ele fizeste aliança, para dares à sua descendência a terra dos cananeus, dos heteus, dos fereseus, dos amorreus, dos jebuseus e dos girgaseus; e cumpriste as tuas promessas, porquanto és justo” (Ne 9: 7-8).

Também há referência àquelas nações em Dt 7: 1-2; At 13: 19 e Js 3: 10: “Quando o Senhor, teu Deus, te introduzir na terra a qual passas a possuir, e tiver lançado muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os ferezeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu; e o Senhor, teu Deus, as tiver dado diante de ti, para as ferir, totalmente as destruirás; não farás com elas aliança, nem terás piedade delas”... “e havendo destruído sete nações na terra Canaã, deu-lhes essa terra por herança”... “Disse mais Josué: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós e que de todo lançará de diante de vós os cananeus, os heteus, os heveus, os ferezeus, os girgaseus, os amorreus e os jebuseus”.

Deus deu a Abraão a terra de Canaã porque os povos idólatras que ali estavam não o agradaram e, pelas suas abominações, deveriam ser expulsos e destruídos. Os cananeus foram os primeiros moradores da terra prometida antes de Israel chegar. Eles habitavam na região próxima ao Grande Mar (Mar Mediterrâneo) até o Norte, por isso também eram chamados de Siro-Fenícios. Nos tempos do AT, a Fenícia era chamada de Canaã (Hebr.: Kena‘an), e seus habitantes, Cananeus (Hebr.: Kna‘aniy; Strong #3669), que significa ‘comerciantes’, ‘mascates’; e assim como um comerciante zela pelas suas mercadorias para que não sejam roubadas e para que ele não tenha prejuízo financeiro com elas, nós podemos estender seu significado para ‘zeloso’. Em grego, a Fenícia é chamada Phoiníkē, Φοινίκη, ‘terra das palmeiras’.

Heteu (Hebr.: Chitti; Strong #2850) significa ‘descendente de Hete’; e Hete significa ‘medo, terror’. Nós podemos dizer, portanto, que Heteu significa ‘o que não tem medo de mostrar quem é’. Amorreu (Hebr.: Emori; Strong #567) é uma palavra derivada de uma raiz primitiva que significa proeminência; conseqüentemente, montanhês, habitante da montanha, alpinista, montanhista; simbolicamente, visionário; Fereseu (Hebr.: Perizzi; Strong #6522) significa ‘habitante do país aberto’, como é o reino de Deus para nós. Heveu (Hebr.: Chivvi; Strong #2340) significa ‘aldeão’. Aldeia é símbolo do que é pequeno, costumeiro, limitado, tradicional, que julga; que não se entrega e não se rende; que se opõe à mudança. Jebuseu (Hebr.: Yebusi; Strong #2983) significa habitante de Jebus (Hebr.: Ybuwc ou Yebus; Strong #2982), o antigo nome de Jerusalém (‘a cidade da paz’); e Jebus significa ‘lugar que é pisado ou trilhado, eira, lugar de debulha’. Como Ornã ou Araúna foi o último Jebuseu a permanecer no lugar onde seria construído o templo do Senhor, Jebuseu pode significar: o que resiste, o que permanece até o fim. Girgaseu (Hebr.: Girgashi; Strong #1622) significa ‘o que ocupa terreno argiloso’.

Deus estava dizendo a Abrão: “Ali naquela terra existem bênçãos e características que eu quero lhe dar, assim como à sua descendência; os que ali estão, roubaram o que eu anteriormente separei exclusivamente para o meu povo”. De certa forma, Abrão tinha que deixar tudo aquilo a que ele estava acostumado e que o prendia a falsas seguranças e a falsas bênçãos para conquistar o que era realmente precioso.

A palavra bênção vem do hebraico, brakah (Strong #1293) e significa bênção; por implicação: prosperidade, presente. Brakah se origina da palavra barak (Strong #1288), uma raiz primitiva que significa ‘ajoelhar-se; por implicação: abençoar a Deus (como um ato de adoração) e ao homem (como um benefício); abençoar, parabenizar, ajoelhar, louvar, saudar, agradecer’. Deus estava dando a Adão e Eva, o mesmo que deu mais tarde a Abraão: a capacidade de ser parecido com Ele e viver Sua vida plena e abundante aqui na terra.

Quando Deus deu a Lei a Moisés e Josué fez o povo entrar na Terra Prometida, as orientações foram mantidas para que a terra realmente ficasse em posse do povo escolhido. Para nós, hoje, de acordo com o que vimos acima, significa remover da nossa vida, demônios e obras da carne que estão impedindo o Espírito de Deus de agir com poder. Também significa tomar de volta as bênçãos que nos pertencem e foram roubadas pelo inimigo. Cananeu significa: comerciante, mascate. E como um comerciante zela pelas suas mercadorias para que não sejam roubadas e para que ele não tenha prejuízo com elas, nós podemos estender seu significado para ‘zeloso’; assim, nós é que temos que zelar pelas promessas de Deus e pelos dons espirituais que Ele derrama sobre as nossas vidas.

Heteu significa ‘descendente de Hete’; e Hete significa ‘medo, terror’. Nós podemos dizer, portanto, que Heteu significa ‘o que não tem medo de mostrar quem é’. A nós é que foi dado um espírito de poder e ousadia, por isso devemos usar essa unção para tomarmos posse daquilo que queremos, o nosso lugar de direito na terra. Não precisamos ter medo de mostrar quem somos nem de mostrar o poder e a autoridade de Deus no mundo espiritual através da nossa vida. Mesmo que o inimigo use de ameaça contra nós e tente nos amedrontar, nós temos um Pai no céu que nos defende de toda opressão e violência:
• 2 Tm 1: 7: “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e moderação”.
• Rm 8: 14-17: “Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, com ele seremos glorificados”.

Amorreu é uma palavra derivada de uma raiz primitiva que significa proeminência; conseqüentemente, montanhês, alpinista, montanhista, habitante da montanha; simbolicamente, visionário. Nós é que fomos preparados para galgar as alturas espirituais e ver o panorama da nossa vida do alto, sob a ótica de Deus. Pensar somente nas coisas materiais nos mantém presos à mediocridade e à sabedoria humana sem valor. Além disso, não nos permite ter uma meta maior na vida, senão nascer, crescer, estudar, trabalhar para ganhar dinheiro e acumular riquezas, casar, ver a descendência e morrer. A obra de Deus é um pouco maior, pois nos faz descobrir a nossa identidade espiritual e saber que o objetivo divino para nós é ganharmos vidas para o Seu reino, ao mesmo tempo em que Ele opera a transformação da nossa alma, fazendo-nos ser mais parecidos com Ele por desenvolver o amor verdadeiro em nosso coração.

Fereseu significa ‘habitante do país aberto’, como é o reino de Deus para nós. Nós recebemos o reino de Deus como herança, um lugar amplo, onde a opressão do diabo e as limitações humanas não têm mais poder sobre nós. E a bíblia diz que o reino de Deus é alegria, paz e justiça no Espírito Santo, e que ele consiste não em palavras, mas em poder. Dessa forma, chegou a hora de derrubar as barreiras limitantes na nossa vida por causa de ações erradas daqueles que, na verdade, nunca conheceram o único e verdadeiro Deus. Maior é o que está em nós do que o que está no mundo.
• “Não temais, ó pequenino rebanho; porque vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino” (Lc 12: 32).
• “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Rm 14:17).
• “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça” (Rm 6: 14).
• “Porque o reino de Deus consiste não em palavra, mas em poder” (1 Co 4: 20).
• “Filhinhos, vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (1 Jo 4: 4).
• “porque o nosso evangelho não chegou até vós tão-somente em palavra, mas, sobretudo, em poder, no Espírito Santo e em plena convicção, assim como sabeis ter sido o nosso procedimento entre vós e por amor a vós” (1 Ts 1: 5).

Heveu significa ‘aldeão’. Aldeia é símbolo do que é pequeno, costumeiro, limitado, tradicional, que julga; que não se entrega e não se rende; que se opõe à mudança. O apóstolo Paulo escreveu para Timóteo: “Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas” (1 Tm 6: 12).
Também diz: “Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças, para que, por meu intermédio, a pregação fosse plenamente cumprida, e todos os gentios a ouvissem; e fui libertado da boca do leão. O Senhor me livrará também de toda obra maligna e me levará salvo para o seu reino celestial” (2 Tm 4: 17-18).

Dessa forma, um verdadeiro filho de Deus não se entrega nem se rende às coisas negativas e pecaminosas, mas persevera crendo na vitória e na proteção divina sobre si. Um verdadeiro filho de Deus rompe os limites e destrói tudo o que se opõe ao trabalhar do Espírito Santo e às novidades de Deus para sua vida.

Jebuseu significa habitante de Jebus, o antigo nome de Jerusalém; e Jebus significa ‘lugar que é pisado ou trilhado, eira, lugar de debulha’. Como Ornã ou Araúna foi o último Jebuseu a permanecer no lugar onde seria construído o templo do Senhor, Jebuseu pode significar: o que resiste, o que permanece até o fim. Jebuseus simbolizam os inimigos que Satanás coloca no nosso caminho e que lutam contra o propósito de Deus para nós, que tentam impedir a reconstrução da nossa alma, o lugar que já foi estabelecido como o templo do Senhor. Jebus (‘lugar que é pisado ou trilhado’) simboliza nossa alma outrora ferida pelo inimigo, o palco das nossas lutas espirituais, mas que agora é a cidade da paz (Jerusalém), pois sabemos exercer a autoridade de Deus, colocando-o para fora dela. O interessante é que Araúna (ou Ornã) foi o último Jebuseu no lugar onde havia o monte Moriá (‘escolhido por Deus, visto por Deus’); ali Abraão entregara Isaque ao sacrifício. E ali era o lugar escolhido pelo Senhor para edificar o templo: “Começou Salomão a edificar a Casa do Senhor, em Jerusalém, no monte Moriá, onde o Senhor aparecera a Davi, seu pai, lugar que Davi tinha designado na eira de Ornã, o jebuseu” (2 Cr 3: 1). Davi comprou aquele lugar por um alto preço: seiscentos siclos de ouro (1 Cr 21: 25); cinqüenta siclos de prata por cada tribo de Israel (2 Sm 24: 24). Nós temos também que aprender a resistir contra tudo o que deixa a nossa alma presa ao pecado e à idolatria, e tudo que impede a nossa caminhada. Da mesma forma que é a palavra de Deus que permanece para sempre, somos nós que permaneceremos firmes nela até o fim, perseverando na promessa que nos foi dada e, pela fé, trazendo-a a existência. Por isso, o único que pode nos ensinar a lutar da maneira correta e nos cobrir com sua proteção é o Espírito Santo. Ele nos deixou Sua armadura espiritual. Cada parte dela é o próprio Jesus, através de cada atitude de amor que tomou a nosso favor:

• Ef 6: 10-17: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra a ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”.

• Tg 4: 6b-7: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.

Por fim, Girgaseu significa: o que ocupa terreno argiloso. Argila é um material mole, composto de diversos minerais, a partir do qual se faz o vaso de barro. Por isso, o Senhor dizia, no Antigo Testamento, que Ele é o oleiro e nós, os vasos de barro moldados pelas Suas mãos (Jr 18: 6). Girgaseus são os inimigos que afrontam a nossa alma, impedindo-a de ser moldada com humildade nas mãos de Jesus. Quando entendemos isso, passamos a cooperar para o nosso próprio crescimento espiritual, pois nos humilhamos diante Dele e nos rendemos à Sua vontade. Está escrito:

• 2 Co 4: 7-11: “Temos, porém este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo. Porque nós, que vivemos, somos entregues à morte por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal”.

O Espírito de Deus é quem nos capacita a caminhar de cabeça erguida diante das provas da vida e manifestar o poder de Jesus diante dos homens.

Autora: Pastora Tânia Cristina Giachetti


As nações de Canaã

AS SETE NAÇÕES DE CANAÃ NO TEMPO DE JOSUÉ

Este texto se encontra no livro:


livro evangélico: Jamais falte óleo sobre tua cabeça

Jamais falte óleo sobre tua cabeça

Never be lacking oil on your head

▲ Início  

relacionamentosearaagape@gmail.com