O Salmo 133 tem importantes revelações de Deus para nós, como irmãos em Cristo Jesus. Ele nos ensina o amor philleo. Que significado tem o Monte Hermom para nós neste salmo?


Salmo 133 – estudo bíblico




“Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o Senhor a sua bênção e a vida para sempre” (Sl 133: 1-3).

O Hermom significa: montanha sagrada, santuário (hebraico, hermôn) e é o pico sul na Cordilheira das montanhas do Anti-Líbano com dois mil e oitocentos e quatorze metros de altitude, provavelmente o mais alto deles. O Anti-Líbano é uma cordilheira que se estende de sudoeste a noroeste do Líbano com cerca de 150 km de comprimento, sendo a cadeia do leste e paralela ao maciço do monte Líbano que está a oeste, voltado para o Mar Mediterrâneo. Abrange Líbano, Israel e Síria. A neve quase nunca desaparece do seu cume durante o ano inteiro, causando orvalhos abundantes em tremendo contraste com a terra seca da região, enquanto que o degelo é uma das principais fontes alimentadoras do Rio Jordão. Muito provavelmente foi no Mte. Hermom onde ocorreu o episódio da transfiguração de Jesus, próximo a Cesaréia de Filipe. O Hermom é também chamado de Senir (Senir, cota de malha) pelos amorreus e, pelos assírios, Saniru (Dt 3: 9). É também chamado em Dt 4: 48 de Siom (elevado ou montanha sagrada) e de Siriom (couraça), pelos sidônios.

Explicando um pouco o Salmo 133, em primeiro lugar o salmista expressou a alegria do Senhor ao ver a união entre os irmãos. Ele compara essa unção de união ao óleo precioso com que eram ungidos os sacerdotes, que escorria da cabeça para todo o corpo, simbolizando a proteção derramada por Deus sobre eles. Essa unção de união e amor fraterno também é comparada à água que escorre do Monte Hermom após o degelo e enche o Rio Jordão, conseqüentemente, todo Israel, mantendo a vida onde as regiões são desérticas. Como vimos, Hermom significa: montanha sagrada, santuário. Portanto, a união que vem do coração de Deus para Seus filhos é algo sagrado e que deve permanecer fluindo como águas que matam a sede dos que são carentes. É lá do alto do Hermom, do santuário, do sagrado, que fluem as águas vivas para nutrir nossa terra. Quando o líder de uma comunidade (“Arão”) manifesta em si mesmo o amor fraterno, todos os demais membros que estão em submissão a ele também serão abençoados por esse amor e aprenderão, igualmente, a desenvolvê-lo. Quando o amor Philleo (amor fraterno, em grego) é pleno dentro da Igreja, a bênção divina é plena. Nós poderíamos dizer que a comunicação entre as pessoas no nível emocional flui como algo líquido, maleável, que dessedenta e libera a vida de cada um das barreiras do preconceito, da timidez, do julgamento, da culpa, da vergonha etc. Quando esse tipo de comunicação está impedido por alguma causa, sentimos o peso da rigidez, da frieza e da dureza dos corações. A vida de Jesus não pode se manifestar num lugar desses. Por isso, é importante termos dentro de nós a disposição de amar os irmãos para que essas barreiras caiam dentro do Corpo de Cristo e o avivamento do Espírito possa agir. Devemos nos lembrar das palavras de Jesus quando disse que nós somos o sal da terra e se esse sal perder o sabor, para nada aproveita. O sal significa a fidelidade das promessas de Deus, a fidelidade da aliança que Ele fez conosco (Lv 2: 13; Nm 18: 19). Se colocarmos um pouco de sal sobre uma pedra de gelo, ela começa a derreter. Assim deve ser conosco; como sal da terra nós devemos derramar nossa unção de amor aonde formos, porque o seu calor vai derreter o gelo da frieza dos corações daqueles que não conhecem ainda essa força dada por Deus. O amor fraterno sadio propicia o desenvolvimento do amor de Deus, o Ágape, em nossos corações. Abaixo, o Monte Hermom e a visão por satélite do Anti-Líbano.

Autora: Pastora Tânia Cristina Giachetti


Anti-Líbano Mt.Hermon
O Monte Hermom na Cordilheira do Anti-Líbano

Este texto se encontra no livro:


livro evangélico: As três faces do amor

As três faces do amor

The three faces of love

▲ Início  

relacionamentosearaagape@gmail.com